Qual a melhor raça de cachorro para apartamento?

Nos últimos 3 anos, cerca de 90% das famílias que contrataram meu acompanhamento para educarem seus cães moravam em apartamentos. Dentre elas, encontramos cães de todas as raças e portes. Nesse artigo vou falar o que eu aprendi atendendo essas centenas de famílias e te ajudarei a entender qual é a melhor raça de cachorro para apartamento.

 

É possível ter um cachorro dentro do apartamento?

Totalmente possível, tanto é que já falei que a grande maioria das famílias que atendi moravam em apartamentos. Elas não me chamavam somente para resolver problemas. Tinham famílias que acabaram de trazer um filhote e queriam começar certo, outras só queriam aprender mais sobre o seu cão e dar uma vida melhor pra ele.

O ambiente em que o cachorro irá viver é muito importante sim, mas não é a única coisa que definirá se ele será feliz ou não. Há uma série de outros fatores tão importantes quanto, que vamos falar ao longo deste artigo, para que você possa ter um cão feliz dentro do seu apartamento.

Não por acaso eu conheço vários cães que moram em casas com um quintal enorme, mas estão em um quadro depressivo e também conheço alguns cães que moram em apartamentos minúsculos mas que tem uma vida extremamente ativa e rica.

 

O que o seu cão terá para fazer?

Portanto, mais importante do que o espaço disponível para o cão, são as atividades que ele terá para fazer ali dentro desse espaço. Inclusive esse é um assunto muito estudado para proporcionar maior bem-estar aos animais em zoológicos pelo mundo inteiro.

Se pararmos para pensar, manter um cão em uma casa ou apartamento não é muito diferente de manter um animal no zoológico. É um espaço restrito e muito diferente do ambiente natural dele. Portanto precisamos nos esforçar para tentar deixar o ambiente o mais rico possível para esse animal, mas como faremos isso?

Existe um conceito muito difundido no meio que é o enriquecimento ambiental (EA). O EA nada mais é do que um conjunto de ferramentas para oferecer oportunidade dos animais exercerem comportamentos naturais no ambiente em que estão, para isso é muito importante entender quais são esses comportamentos naturais.

Se quer entender um pouco mais sobre esse assunto, recomendo ler o artigo onde eu dou 5 dicas para o cachorro brincar mais sozinho.

 

Identifique o nível de energia do seu cão

Assim como nós seres humanos, os cães também tem níveis de energia e consequentemente necessidades completamente diferentes entre eles. Saiba também que mesmo cães da mesma raça possuem níveis de energia completamente diferentes.

Eu mesmo sou muito mais caseiro, já a minha irmã é completamente o oposto, parece que ficar vários dias sem sair é o fim do mundo. Fomos criados da mesma maneira e temos os mesmos pais, mas preferências totalmente diferentes.

O mesmo acontece com os cães. Por isso é tão difícil dizer que a raça X ou a raça Y é boa para apartamento. Porque se você fizer isso, você está generalizando e igualando os milhares de cães da mesma raça que tem um padrão de energia e comportamentos totalmente diferentes.

É importante sim saber algumas características da raça, mas também é muito importante observar a individualidade de cada cão. Raças de trabalho geralmente possuem cães com um nível de energia mais elevado, como por exemplo: malinois belga, border collie, labrador retriever, golden retriever, husky siberiano, jack russel e yorkshire terrier são apenas alguns exemplos.

A maioria deles são cães de grande porte, mas pode perceber que citei dois exemplos de cães de pequeno porte mas que tem um nível de energia elevado, principalmente por serem da categoria dos terriers, que originalmente eram cães para caça de pequenos animais como ratos e raposas.

Então se engana quem acha que deve escolher o cachorro apenas pelo porte dele, desprezando as características da raça. Muito cuidado.

 

A melhor raça para apartamento não tem porte

Como citei anteriormente, há algumas raças de pequeno porte que podem ter um nível de energia incompatível com o seu. E aqui é muito importante estar atento, porque independente do tamanho da sua casa ou apartamento, o nível de energia do cão é muito importante.

Um cão com um nível de energia muito alto morando com uma família sedentária, muito ocupada ou que não pode dar muita atenção e atividades para esse cão certamente terá problemas de comportamento e até mesmo distúrbios mais sérios.

É como pegar um atleta extremamente ativo e obrigar ele a ficar trancado no quarto pelo resto da vida. Ou essa pessoa entra em depressão ou começa a ter sérios problemas de comportamento. Isso porque o estilo de vida dela é incompatível com o estilo de vida que você está obrigando ela a viver.

Então é muito importante avaliar como é o seu estilo de vida. Eu mesmo gosto muito de treinar meus cães, oferecer novos desafios para eles diariamente, gosto muito de caminhar, andar de bicicleta e até mesmo praticar esportes com meus cães.

Isso permite com que eu tenha dois cães dentro de um apartamento, sendo um deles da raça border collie. Por isso garanto para você que é possível ter qualquer raça dentro de apartamento, independente do tamanho ou nível de energia, mas o que é importante é você estar disposto e ser capaz de suprir as necessidades desse cão.

Inclusive uma das principais queixas com cães muito agitados dentro de casa é a questão da destruição. Já escrevi um artigo sobre esse assunto aqui, recomendo que veja.

 

O que considerar na escolha do cão para apartamento?

Vou comentar algumas questões importantes que você precisa se atentar na escolha de um cão:

  • Você precisa ficar subindo ou descendo escadas? Se sim, muito cuidado com raças que tem maior predisposição a ter problemas de articulação e coluna, como buldogue, dachshund e corgi.
  • Tem que carregar o cão no colo por algum motivo? Um golden, labrador, husky, chow chow, akita ou similares será quase missão impossível.
  • O orçamento está restrito ou apertado? Raças maiores também acarreta em gastos maiores com comida, acessórios e até mesmo limpeza.
  • Quer uma vida pouco agitada? Então esqueça o porte e dê mais atenção para o nível de energia do cão, independente da raça. Converse com o criador para descobrir isso.
  • Há crianças na casa? Então cuidado com cães muito brutos, como é o caso do border collie, buldogue, golden e husky. Mas nada que um bom trabalho de socialização não resolva.
  • E não se esqueça do adestramento! Aprender mais sobre o seu cão vai evitar muita dor de cabeça. Adestramento não é tornar o cão robozinho.

 

Enfim, não gosto dessas listinhas com as 10 melhores raças para apartamento porque não acredito nisso. Você tem que levar muitas coisas em consideração para escolher um cão ao invés de se ater a listinhas com as melhores ou piores raças, as mais inteligentes ou burras. Fuja dessas listas e procure conhecer mais sobre o comportamento dos cães.

A propósito, no Portal Cão+Saudável temos uma série de aulas para ajudar você nessa escolha, inclusive fizemos uma aula com uma criadora para discutirmos o que é importante avaliar na escolha do criador e do filhote.

Escolhendo um cãozinho compatível com o seu estilo de vida facilitará e muito a educação dele e consequentemente a garantia de uma vida mais feliz para toda a família.

Rafael Velozo

Rafael Velozo

É adestrador comportamentalista, fundador da Cão+Saudável e idealizador do Portal Cão+Saudável.
COMPARTILHE
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
LEIA MAIS
DEIXE UM COMENTÁRIO

Se cadastre para ser lembrado. Aula ao vivo toda quarta às 20h!