Cachorro brincar sozinho

5 dicas para fazer o cachorro brincar mais sozinho

Como incentivar seu cachorro a brincar sozinho se ele é muito apegado e quer ficar atrás de você o tempo inteiro? Essa é a grande questão, principalmente após esse momento em que grande parte das pessoas estão passando mais tempo em casa e até mesmo trabalhando home office.

Veja algumas dicas que podem te ajudar a lidar melhor com essa questão e até incentivar seu cão a fazer mais coisas na sua ausência ou longe de você.

 

1) Entendendo o nível de apego emocional

Antes de qualquer coisa é importante entender o quão apegado o seu cão é e se isso pode ser um problema ou não. É muito comum o cão querer ficar junto das pessoas, afinal, cães são animais sociais.

Isso significa que, diferente dos gatos, que são animais mais solitários, os cães gostam de permanecer em grupo, seja junto com outras pessoas ou outros cães. Logo, é esperado que o cão queira ficar no mesmo ambiente em que as pessoas da casa estão.

Mas isso não quer dizer que ele não pode ficar sozinho ou separado em momento algum. Em alguns casos o cão só não fica sozinho porque ele não tem nada de interessante para fazer lá (ainda) ou então porque ele tem um problema sério de separação, como por exemplo ansiedade por separação.

Eu explico melhor sobre essa questão de ficar sozinho em uma live do Instagram, caso queira ver, o link é este aqui.

Alguns sintomas de que o seu cão tem problemas de separação:

  • Não faz as necessidades (xixi e cocô) na ausência de pessoas, independente do tempo;
  • Não come ou bebe água na ausência de pessoas, independente do tempo;
  • Latidos excessivos somente quando sozinho, parando apenas quando a pessoa retorna;
  • Destruição excessiva somente quando sozinho, principalmente em objetos pessoais ou saídas (portas e janelas);
  • Sinais fisiológicos como ficar andando sem parar, babando, arfando ou até transpirando excessivamente.

 

Caso você esteja suspeitando que o seu cão tem problemas de separação, é recomendo procurar ajuda de um profissional qualificado para ter um acompanhamento individualizado. Você pode entrar em contato conosco para avaliarmos o seu caso.

 

2) Brinquedos para o cachorro brincar sozinho

Toda casa que tem um cão tem três coisas: vasilha de comida, urso de pelúcia e bolinha. Até parece que os cães já vem de fábrica com esses três itens. O problema é que nem todo cachorro é fã de ursinho de pelúcia e bolinha.

Aliás, esses dois brinquedos são muito mais interessantes quando tem outro cão ou outra pessoa na jogada, que é exatamente o contrário do que estamos buscando aqui, concorda?

Então quais são os brinquedos que podem ser interessantes para incentivar o cachorro a brincar sozinho? Principalmente os que envolvem comida, além dos de ficar mordendo e roer que vamos falar na próxima dica.

Uma das coisas mais práticas e fáceis de utilizar no dia a dia são os brinquedos comerciais desenvolvidos especificamente para cães, como é o caso da empresa brasileira Pet Games, mas também há marcas importadas como a Kong.

Nas imagens abaixo temos o exemplo de três brinquedos que podem ser recheados com comida (a própria refeição do seu cão, petiscos ou outros alimentos permitidos para cães) e que farão com que seu cão fique entretido na atividade por um bom tempo, mesmo sem você por perto.

O primeiro deles é o Monstrinho, mais indicado para alimentos pastosos ou úmidos (você pode pesquisar na internet formas de rechear o Monstrinho ou Kong). O segundo é uma bolinha interativa que conforme o seu cão vai empurrando ou batendo, vai caindo comida e o terceiro é um tapete de fuçar/farejar, todos eles da Pet Games.

Use e abuse desses brinquedos, aqui nossos cães comem praticamente todas as refeições em algum desses brinquedos ou em atividades da dica número 4.

 

3) O segredo escondido: roedores rígidos, flexíveis e naturais

Outro comportamento natural dos cães é o mastigar e roer coisas duras. Tanto é que muitas famílias reclamam do cão que fica roendo os pés das cadeiras, mesas, mordendo as paredes, portas, rodapés e até barras de ferro.

Isso porque muitos deles sentem necessidade de morder algo mais duro e aqui nessa categoria entram justamente esses roedores. Não estamos falando da galinha amarela que apita e nem das pelúcias ou brinquedinhos de plástico que você dá para crianças.

Estamos falando de coisas que são seguras e que o cão de fato se interessa. Vou deixar algumas fotos de exemplos de roedores para você ter uma ideia:

cachorro brincar sozinho roedor cachorro brincar sozinho roedor cachorro brincar sozinho roedor

Fiz também duas publicações mostrando várias opções e marcas diferentes de roedores, vale a pena dar uma conferida:

 

Teste vários desses e descubra qual é o que o seu cão mais gosta, tenho certeza de que quando você encontrar um do gosto dele, ele vai querer ficar brincando com isso mesmo longe de você. Mas já adianto uma coisa, os naturais são os que eles mais gostam, principalmente aqueles bem fedidos.

Algumas vezes no mês também pode ser uma boa opção dar ossos recreativos, veja este artigo do site Cachorro Verde sobre o assunto.

 

4) Atividades de enriquecimento ambiental alimentar

Enriquecimento ambiental foi um conceito muito estudado e aplicado nos zoológicos, principalmente por conta dos animais em cativeiro. Afinal, eles estão em um ambiente totalmente artificial, diferente de estarem soltos na natureza.

E quem disse que isso não pode ser aplicado também aos nossos cães? Até porque eles estão no nosso cativeiro de luxo, que são nossas casas, não é mesmo?

Pois é, o enriquecimento ambiental é uma ótima forma do cachorro poder brincar sozinho e nada mais é do que trazer elementos naturais para dentro do ambiente do cão de forma que ele consiga exercer comportamentos naturais. Em outras palavras, é dar oportunidade do seu cachorro ser cachorro dentro da sua casa.

Se quer entender um pouco mais sobre como funciona isso, eu fiz um vídeo explicando mais sobre esse assunto:

Inclusive no vídeo eu dou algumas sugestões de atividades que você pode fazer com materiais que você provavelmente já tem aí na sua casa. Se quiser mais ideias, fiz também uma publicação com 7 atividades caseiras para fazer com o seu cão.

Se você quer ainda mais ideias, temos dois desafios completos onde mostramos como fazer 40 atividades diferentes com o seu cão na sua casa dentro do Portal Cão+Saudável.

 

5) Reforçando a independência, autonomia e gerando surpresas

Para finalizarmos, um erro muito comum que eu vejo as famílias cometendo é: ignorar totalmente o cão quando ele está brincando sozinho e fazendo suas coisas (comportamento desejado) e só vão dar atenção para o cão quando ele está perto delas ou até mesmo pedindo atenção das pessoas (comportamento indesejado).

Vai dizer que você nunca fez isso por aí? O cão estava quietinho lá no canto dele e você até esquecia que ele estava ali, não dando atenção nenhuma pra ele. Mas quando de repente ele resolve destruir o seu sofá para ver se é legal, todo mundo para de fazer o que está fazendo e vai imediatamente dar atenção para o cão, nem que seja para dar uma bronca.

Pois é, os cães não são bobos e logo começam a perceber que quando estão brincando sozinhos não ganham atenção das pessoas e quando fazem algo “errado” como mexer no que não pode, todo mundo resolve dar atenção para ele. O que é que ele vai querer ficar fazendo então? Lembram que os cães são animais sociais, né?

Então não se esqueça de também dar atenção para o seu cão quando ele está quietinho brincando com as coisas dele, pode até dar um petisco, fazer um carinho (se ele gosta, é claro) ou até mesmo chamar para brincar nessas horas, o que não pode é cometer o erro que acabamos de falar.

Cachorro brincar sozinho surpresa

A surpresa que todo mundo gosta, inclusive o seu cão

Outra ideia que eu gosto muito também é deixar surpresas agradáveis no cantinho dos meus cães quando ele não está lá e nem está vendo. Mas aí quando ele for para o cantinho dele ficar sozinho, vai ter aquela baita surpresa ao achar um petisco muito valioso que ele não estava esperando, bem ali na caminha ou na casinha dele.

Quem não gosta de presentes surpresa, não é mesmo?

Rafael Velozo

Rafael Velozo

É adestrador comportamentalista, fundador da Cão+Saudável e idealizador do Portal Cão+Saudável.
COMPARTILHE
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
LEIA MAIS
DEIXE UM COMENTÁRIO

Se cadastre para ser lembrado. Aula ao vivo toda quarta às 20h!