Cachorro latir visitas

Como fazer cachorro parar de latir ou avançar na chegada de visitas

É muito comum uma família com cachorro que começa a latir na chegada de visitas, sabe por quê? Por uma falha na socialização e educação desse cão. Mas fique tranquila que nesse artigo eu vou explicar para você porque isso acontece e o que você pode fazer para reverter essa situação.

Para ficar mais didático, eu gosto de dividir a resolução desse problema em 4 fases. Eu costumo chamar essas quatro fases do método dos 4 E’s da Cão+Saudável para resolver qualquer problema de comportamento.

 

1. Entender o problema do cachorro latir para as visitas

Eu sei que você já está querendo aquela dica do que fazer quando o cão está latindo. Será que preciso dar uma bronca, um susto ou gritar com o cão? De nada adianta você ficar querendo descobrir o que fazer antes de entender o motivo que está fazendo o seu cachorro latir ou avançar nas visitas.

Normalmente costumo dividir esse problema em duas grandes categorias, o cão com problemas de socialização que:

  1. Fica extremamente agitado e eufórico com a chegada de visitas por uma carência social ou até mesmo frustração.
  2. Avança, late ou até mesmo morde as visitas porque tem medo de pessoas e sabe que não tem para onde fugir.

 

No primeiro caso isso acontece por dois grandes motivos. O primeiro é que provavelmente o pilar de necessidades básicas desse cachorro não está sendo satisfeito adequadamente. Dentro de necessidades básicas temos a rotina, alimentação, atividades sociais, físicas, mentais e até mesmo os eventos estressores do ambiente e do dia a dia.

Quando a vida desse cão está desequilibrada, suas reações consequentemente serão mais intensas e exageradas. Por isso é muito comum que esse mesmo cãozinho também fique agitado no passeio e em outros ambientes.

Já no segundo caso o cachorro entra no modo luta ou fuga ao perceber que tem visitas entrando no seu território. Isso porque ele sabe que não tem muito para onde correr, afinal, ele está trancado na sua casa. Isso é agravado ainda mais se esse cão estiver solto e for recepcionar a visita logo na entrada.

 

2. Eliminar o erro do cachorro latir para as visitas

A segunda fase para resolver esse problema é encontrar estratégias para que o cachorro não continue cometendo o mesmo erro que é latir para as visitas. Existem várias formas possíveis de se fazer isso, então você vai precisar testar o que é mais adequado para o seu caso.

Vamos separar as estratégias no caso do cão que late por frustração e o cão que late por medo, como citei na fase anterior.

 

Latidos por frustração

Aqui o que o cão mais quer é a atenção e a interação com as visitas, afinal ele gosta muito de pessoas e está carente. Quanto maior o nível de excitação do cão, maior a tendência dele latir, pular e até morder as pessoas. Por isso é importante esperar o cão se acalmar antes de deixá-lo interagir com as pessoas, caso contrário você só está reforçando o problema.

Se você não está familiarizado com o termo reforço ou punição, recomendo que veja estes dois vídeos aqui.

Existem duas formas que eu gosto de evitar que o cachorro cometa o erro de estar muito agitado e latir para as visitas. A primeira é deixando o cão em algum outro ambiente que não seja por onde as visitas chegarão, e de preferência bem longe para que ele não escute muito bem.

Mas para isso o seu cão tem que estar acostumado a ficar sozinho e também a ficar restrito em algum ambiente, caso contrário ele ficará ainda mais agitado e latindo. Veja esse vídeo aqui onde eu falo da importância de ter uma suíte canina e este artigo onde falo como ensinar o cão a ficar sozinho.

A outra forma é manter o cão preso na guia junto com você, assim ele não conseguirá ir até as visitas e você poderá aguardar até que seu nível de agitação diminua. Ele provavelmente ficará latindo, tentando puxar na direção das visitas, mas quanto mais longe você permanecer delas, mais fácil será pra ele.

Depois que o seu cão esqueceu que tem visitas em casa, aí você pode retirar a guia ou soltá-la no chão sem que ele perceba. Quando finalmente ele for cumprimentar as visitas, já estará muito mais tranquilo do que antes.

Fazendo isso na chegada de todas as visitas, em algumas semanas ou meses, dependendo do quão bem você consegue fazer esse treino, seu cão já estará muito mais calmo nessas situações.

 

Latidos por medo

No caso de cães medrosos ou inseguros, o que ele mais quer é que a visita desapareça da frente dele. Esse é um caso muito mais delicado e trabalhoso, por isso é provável que você leve muito mais tempo. Você precisará ter muito mais cautela e se possível, contar com a ajuda de um acompanhamento profissional particular ou até mesmo em algum curso on-line vai ajudar muito.

Isso porque a raiz do problema nesse caso não está tanto na questão das visitas, mas sim na socialização do seu cachorro. E quando falamos de socialização, é algo tão complexo que não é possível explicar sem deixar brechas para problemas em apenas um artigo do blog.

Mas as principais estratégias para reduzir o estresse e o cachorro se sentir menos ameaçado a ponto de latir para as visitas é:

  • Deixar ele em um cômodo separado onde não pode ver e ouvir as visitas, esse seria o cenário ideal. Espere passar a euforia inicial, pois há uma série de gatilhos que avisam que há alguém chegando (interfone, campainha, vozes, batida na porta, etc.). Depois disso partiremos para a terceira fase que é ensinar o certo.
  • Manter o cão na guia, mas isso pode ser ruim pois ele pode se sentir mais restrito e consequentemente mais inseguro, mas pelo menos assim você consegue manter uma distância segura para o cão e a visita. Quanto mais longe, melhor.
  • Levar o cão para receber a visita fora de casa em um ambiente neutro, amplo (com rotas de fuga e espaço para se afastar), assim ele se sentirá menos ameaçado e terá um cenário mais favorável para conhecer a pessoa.

Inclusive tem alguns cães que apesar de não terem problemas com pessoas, dentro de casa acabam latindo pois são pegos de surpresa e não tem certeza se aquela pessoa é amigável ou não. Nesses casos, recomendo que faça o mesmo que fizemos aqui com esse problema que tínhamos com o Pop e falo no vídeo abaixo.

 

3. Ensinar o certo para o cachorro não latir para as visitas

Agora que já controlamos o ambiente para que o cão não continue errando, chegou a hora de ensinar o que ele deve fazer nessas situações.

 

Latidos por frustração

No caso do cachorro que late por frustração, o simples fato dele só conseguir se aproximar e interagir e receber atenção das visitas quando ele estiver calmo já será o grande treino. Fazemos isso para que ele entenda que quanto mais rápido ele se acalmar e estiver com um comportamento adequado, mais rápido ele terá oportunidade de se aproximar das visitas.

Para ajudar ainda mais esse processo, seria interessante orientar as visitas para que elas não olhem, não falem e nem toquem no cão caso ele ainda esteja muito agitado.

Se você quiser aprender com mais detalhes sobre essa questão, recomendo que veja as aulas que estão dentro do Diário de um filhote no Portal Cão+Saudável pois lá eu mostro todos os cuidados e como fizemos isso com a nossa filhote Momo.

Isso porque é muito comum filhotes ficarem agitados com visitas. Elas são uma novidade e normalmente acabam agitando ainda mais o filhote, pois quem resiste a essas fofurinhas, não é mesmo?

 

Latidos por medo

Já no caso do cão que late por medo, lembra que ele tem problemas com pessoas, né? Como você pode fazer para que ele deixe de ter tanto medo de pessoas e passe a confiar mais nelas? Trabalhando com a distância de segurança, evitando atitudes ameaçadoras e associando a coisas boas para o cão.

Quanto mais longe o cão estiver das visitas, menor será a ameaça da visita. Por isso comece com o cão o mais longe possível. Outras coisas que podem ajudar é evitar fazer coisas que podem ser mal interpretado pelos cães, como ficar encarando nos olhos, ir muito rápido na direção do cão, fazer movimentos bruscos ou até falar mais alto.

Para associar a chegada da visita com algo bom, você pode entregar alguns petiscos para a pessoa e pedir que ela jogue de longe para o cão. Vá fazendo isso por um tempo e depois leve o cão para a suíte canina dele novamente.

Quanto mais medroso e inseguro é o cão, mais tempo você levará nesse processo. Tem situações em que a pessoa consegue no mesmo dia conquistar a confiança do cão e em outras situações a mesma pessoa pode ter que fazer isso durante algumas semanas. Por isso ter o acompanhamento de um profissional pode acelerar bastante esse processo.

Se quiser ver o processo completo que eu fiz com uma das nossas alunas que tinha um cãozinho com esse problema, onde eu explico todas as etapas e mostro os vídeos dos treinos, é só ver as aulas de socialização do Portal Cão+Saudável.

 

4. Encaixar na rotina para o cachorro receber visitas sem latir

Depois que você já percorreu as três fases anteriores, chegou a hora de finalmente voltar a receber as visitas da forma que você gostaria que fosse lá desde o começo, que é com o cão solto. O problema é que as pessoas querem treinar o cão nessa situação.

Consegue perceber que é a receita para o fracasso? Querer começar aqui com certeza será muito difícil para o cão e ele acabará errando.

Até aqui você já fez isso com várias visitas e o seu cão já está entendendo que ele deve permanecer calmo, correto? Seja porque a visita só vai dar atenção se ele estiver tranquilo ou seja porque ele já entendeu que visitas não são mais uma ameaça, agora é a hora de colocar a situação mais próxima da realidade.

Eu particularmente gosto de continuar usando a suíte canina no começo para poder acomodar as visitas e dar as orientações necessárias para só depois eu soltar os cães. Nessa hora se você fez um bom treino nas fases anteriores, os cães já virão mais calmos porque sabem exatamente o que fazer nessa situação.

A partir daqui é só continuar tomando todos esses cuidados que logo logo você esquecerá que tinha problemas com o cachorro que vinha latir na chegada das visitas.

Bons treinos.

 

 

Rafael Velozo

Rafael Velozo

É adestrador comportamentalista, fundador da Cão+Saudável e idealizador do Portal Cão+Saudável.
COMPARTILHE
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
LEIA MAIS
DEIXE UM COMENTÁRIO

Se cadastre para ser lembrado. Aula ao vivo toda quarta às 20h!