Pode dar banho em cachorro filhote?

É muito comum a família trazer um cão para casa e ficar preocupada se pode ou não dar banho no filhote. Com qual idade eles podem tomar banho e será que isso realmente é necessário?

 

Quando dar banho no filhote?

Esse é um assunto muito controverso: muito se fala sobre o banho, mas pouco se fala sobre a real necessidade dele. Existem sim cães que precisam tomar banho com maior frequência, mas isso quem poderá avaliar é o médico veterinário.

O problema é que muitos levam como regra geral dar banho com certa frequência, até mesmo por indicação do próprio petshop ou banho e tosa. O que poucos sabem é que um cão saudável e sem problemas de pele, como é o caso de grande parte dos filhotes, não há necessidade alguma de dar banhos regulares.

Pelo contrário, quando observamos essa questão pelo lado comportamental dos cães, chegamos à conclusão de que banhos são totalmente desnecessários e totalmente aversivos para um cão que não foi acostumado com esse tipo de coisa.

O filhote pode tomar banho assim que chega na sua casa, desde que você tome os cuidados necessários, mas uma pergunta que precisamos responder antes é: precisa?

 

Filhote precisa tomar banho?

Não é natural para os cães tomarem banho e isso pode inclusive ser ruim para o cão. Primeiro porque ao dar o tradicional banho, você está removendo toda a proteção natural da pele e dos pelos do cão. Já reparou como é difícil molhar alguns cães? Você despeja um copo de água no cão e parece que a água toda escorre e não chega nem na pele, não é mesmo?

Isso porque os cães tem uma proteção natural nos pelos justamente para deixá-lo quase que impermeável. O problema é que quando você lava o cão com shampoo, você remove toda essa proteção, forçando o organismo a reestabelecer essa proteção que você removeu.

É justamente esse processo que acaba fazendo com que o cão fique com um cheiro mais forte mais rápido. Ou seja, quanto mais banho você dá no seu cão, mais forte fica o cheiro dele. Curioso, não? Quer ver se é verdade? Faz o teste de ficar pelo menos um mês sem dar banho no seu cão e analise como fica o cheiro.

Aqui em casa nossos cães tomam um ou dois banhos por ano e sempre tomamos o cuidado de perguntar para as visitas se eles estão sentindo mau cheiro nos nossos cães. E a resposta é sempre a mesma: “Sério? Eles estão com o pelo tão macio e não estão com cheiro forte, nunca iria dizer que faz tanto tempo que não tomam banho”.

 

Os cães gostam de ficar cheirando carniça

Sim, você já deve ter reparado que logo após o seu cão tomar banho, a sua maior vontade é sair rolando na terra ou grama e ficar se esfregando sem parar, não é mesmo? Sabe por que eles fazem isso? Primeiro para se secarem, pois nenhum cachorro gosta de ficar molhado e segundo para camuflarem o seu cheiro.

Quando você dá banho no seu cão, é como se você retirasse toda a identidade dele, afinal, não se esqueça que os cães são muito mais olfativos do que visuais. Remover o cheiro do cão ou deixá-lo com cheiro de talco/perfume é como remover a impressão digital de alguém.

Cada cão tem o seu cheiro característico e é através dele que eles se reconhecem. Tanto é que o primeiro lugar que os cães vão cheirar para se conhecerem melhor é o bumbum, já reparou? Porque ali é onde eles conseguem coletar várias informações sobre o outro cão.

Tenho certeza também que você já deve ter presenciado um cão se esfregando no chão e quando foi ver, descobriu que ele estava se esfregando em cima de algum bicho morto ou até mesmo do cocô de algum outro animal, não é mesmo?

Alguns estudiosos explicam que isso pode ser um comportamento com o objetivo de camuflar o cheiro do cão. Assim o cão pode conseguir passar despercebido por outros animais que podem ser uma ameaça para ele ou até mesmo se aproximar de uma presa sem ela perceber.

Ou seja, é natural e desejado que o cão mantenha o seu cheiro ou até mesmo fique fedido. Isso só não é desejado por nós humanos, principalmente se dorme com a gente.

 

Como introduzir o banho da forma correta?

Sabendo que não é natural para o cão tomar banho e eles nem gostam de ficarem cheirosos, como a gente pode tornar esse processo menos traumático e aversivo do ponto de vista do cão? O mais importante já falamos, que é entender que não é necessário dar banho toda semana sem motivo algum.

Depois disso, o segredo é dividir o banho em várias etapas e começar a acostumar com cada uma delas aos poucos. Então você pode dividir o banho em 5 etapas:

  1. Manipulação e toque (o que seria a parte de esfregar o corpo do cão com as mãos)
  2. Secar com toalha (toque envolvido com pano que normalmente vira brincadeira de cabo de guerra)
  3. Secar com secador/soprador (aqui envolvemos objetos e barulhos estranhos)
  4. Escovação (mais um objeto estranho e manipulações)
  5. Molhar (aqui finalmente entra a parte que muitos não gostam e outros amam – água)

 

Percebe como é possível a gente trabalhar cada uma das 5 etapas individualmente antes de tentar juntar todas elas e colocar todas em sequência, com uma duração muito maior do que o cão está preparado para tolerar?

Muitos filhotes não gostam de serem tocados e outros até nem gostam de carinho. Como você acha que eles ficariam com uma pessoa, muitas vezes estranha, segurando o cão a força e esfregando todas as partes do corpo dele? Inclusive aqui tem uma publicação falando das partes que os cães mais odeiam que você toque.

 

Acostumando a dar banho no filhote

Existem várias formas de acostumar o cão a ser tocado e apresentar esses objetos estranhos. O nome que damos para isso é dessensibilização e contracondicionamento. Aqui tem algumas publicações onde mostro um pouco desse processo, recomendo que veja todas elas:

 

Outra coisa importante que você precisa entender é a diferença entre treino e manejo. Veja aqui um vídeo onde eu mostro essa diferença. No treino a gente está ensinando o cão a gostar e deixar ser manipulado, no manejo a gente está apenas distraindo para que ele não perceba ou não reaja.

Lembrando que manejo não ensina nada para o cão e você terá que continuar usando para o resto da vida, caso não treine o seu cão para essa situação. Além do que o manejo pode parar de funcionar depois de algum tempo.

 

dar banho filhote

Não tenha pressa, afinal, menos é mais

Como falamos anteriormente, se o seu cão é saudável, não se preocupe em dar banho logo nele. Foque em fazer o seu filhote gostar de ser tocado, acostumar a ser escovado e manipulado em todas as partes. Só depois disso você tenta dar o banho completo colocando todas as etapas em sequência.

O problema é que na ansiedade de acostumar logo o filhote, a maioria das pessoas acabam tentando dar o banho completo de primeira e isso pode deixar o cão muito desconfortável. Tome muito cuidado também com a temperatura da água, não use água fria e nem água quente.

Quanto mais gradual você fizer esse processo e melhor for a experiência do filhote das primeiras vezes, maiores as chances dele gostar de tomar banho. Não se esqueça de fazer bastante festa ao final e recompensar o filhote durante o processo também!

Quanto melhor for a recompensa, maiores as chances dele associar o banho a algo bom. Então deixe separado aquele petisco ou roedor natural que o seu cão ama para esses momentos.

Se por acaso você tem um cãozinho que já está traumatizado, não deixe de procurar ajuda de um profissional ou até mesmo faça o nosso curso de Cuidados básicos do Portal Cão+Saudável. Nele eu explico todo o processo de dessensibilização e contracondicionamento de todas as etapas (desde manipulações, escovação e banho).

Rafael Velozo

Rafael Velozo

É adestrador comportamentalista, fundador da Cão+Saudável e idealizador do Portal Cão+Saudável.
COMPARTILHE
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
LEIA MAIS
DEIXE UM COMENTÁRIO

Se cadastre para ser lembrado. Aula ao vivo toda quarta às 20h!